Santa Clara do Sul faz convênio com cidade do Peru para projeto sobre orgânicos

O município de Santa Clara do Sul está irmando um convênio inédito com a província de Huancavelica, localizada no Peru, para desenvolver a produção de orgânicos. O termo foi irmado a partir de um convite do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), O objetivo do convênio, que tem o apoio da Comissão Interamericana de Agricultura Orgânica, é fortalecer e qualiicar a produção, o manejo e a comercialização de produtos orgânicos nessas duas regiões por meio da troca de experiências e de ideias inovadoras que possam servir de modelo e inspirar outros municípios. Segundo o prefeito Paulo Kohlrausch, a parceria com o Peru trará vários benefícios importantes para o fortalecimento da agroecologia. "O intuito é tornar a produção cada vez mais sólida e consistente. Por isso, este convênio com a província de Huancavelica, que hoje é referência na América Latina no cultivo de orgânicos, é tão relevante.

Ainda mais no contexto atual, onde a procura por alimentos saudáveis e que não agridam o meio ambiente é cada vez maior", salientou Um dos responsáveis por promover a parceria entre Huancavelica e Santa Clara do Sul, Caio Rocha acredita que o termo de cooperação trará resultados importantes para o fortalecimento da agroecologia e da agricultura sustentável. "Ambas as regiões deiniram a produção orgânica como uma política de governo, o que é fundamental para o sucesso de qualquer iniciativa. Essa é uma experiência nova e espero que traga benefícios a todos os envolvidos", mencionou.

O governador da província de Huancavelica, Maciste Diaz e o diretor geral do IICA, Manuel Otero, também ressaltaram a relevância do convênio e enalteceram o fato de Santa Clara do Sul investir na produção de orgânicos, através de uma política pública, e oferecer mais saúde e qualidade de vida à população. Kohlrausch ainda aproveitou a oportunidade para convidar o governador para visitar Santa Clara do Sul e a região do Vale do Taquari assim que a pandemia do Coronavírus voltar a permitir o contato presencial.

"Esta parceria é muito importante porque estimulará ações sustentáveis e o cultivo agroecológico", destacou.

Fonte: Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *