Safra de laranja de SP e MG é revista para baixo

Bloomberg

O Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus) reduziu em 1,9% sua estimativa para a produção de laranja no cinturão citrícola de São Paulo, Triângulo e Sudoeste Mineiro. Segundo o órgão, serão colhidas 244,2 milhões de caixas de 40,8 quilos na safra 2016/17 ante as 249 milhões de caixas previstas em setembro. Em relação ao ciclo 2015/16, a queda é de quase 20%.

A revisão negativa foi motivada pela menor produtividade das árvores mais novas, plantadas em meio ao combate ao greening, doença que provoca a queda prematura dos frutos e exige o replantio dos pomares para o controle da sua disseminação. "O impacto desses subconjuntos é significativo na safra atual, que teve baixa produtividade, visto que as plantas mais jovens tiveram menor pegamento dos frutos", informou, em nota, o Fundecitrus.

Ainda segundo o órgão, mantido por citricultores e indústrias de suco, a taxa média de queda de frutos nesta temporada deve ficar em 13,73%, abaixo do esperado inicialmente. A menor queda, segundo o coordenador da pesquisa, Vinícius Trombin, reflete a aceleração da colheita.

"Até novembro, com base nos talhões monitorados pelo Fundecitrus, estima-se que 81% da produção tenha sido colhida. No mesmo período no ano passado, o número era 72%", destaca Trombin no comunicado divulgado. Ainda segundo a Fundecitrus, a colheita das variedades precoces supera 96% e está praticamente encerrada; a de pera rio está em 78%, a de valência e valência folha murcha em 81% e a de natal em 71%.

Por Cleyton Vilarino | De São Paulo

Fonte : Valor

Compartilhe!