Safra da soja chega ao fim no RS com preços compensadores

Clima influenciou na colheita e a produção caiu um pouquinho.
No mercado internacional, soja registra valorização de 5,8% em abril.

Do Globo Rural

A safra da soja está chegando ao fim no Rio Grande do Sul. O clima influenciou na colheita e a produção caiu um pouquinho, mas os preços são considerados compensadores.

As máquinas estão no campo e o ritmo de trabalho está acelerado na propriedade de Amarildo Peter, que fica no município gaúcho de Turuçu. A colheita está no fim e apesar dos problemas climáticos, a produtividade deverá ficar em 51 sacas por hectare, dentro da média dos últimos anos, segundo o agricultor.

Ao todo, 90% das lavouras já foram colhidas em todo o estado, mas nas regiões que mais sofreram com o clima, ainda tem muito trabalho pela frente.

Na região sul do estado, a colheita recém chegou à metade porque o grande volume de chuva em novembro do ano passado atrasou o início do plantio da soja em quase um mês.

Carlos Alberto Iribarrem acredita que vai colher 20% a menos que na safra passada, cerca de 1,5 mil toneladas de soja. Mesmo assim, ele acredita que vai ter lucro. “Principalmente pelo valor da saca este ano, que está cerca de R$ 70, então acaba sendo um negócio interessante”, diz.

Fora do Brasil o preço continua subindo. Em abril, a soja teve valorização de 5,8%  no mercado internacional.

Fonte: G1