Safra abre oportunidades de negócios para a cadeia do plástico

O bom desempenho da safra agrícola tem beneficiado outras áreas da economia. Um dos exemplos está no setor do plástico através do produto silobag, também conhecido como silo-bolsa.
O tubo flexível de polietileno é uma alternativa aos sistemas tradicionais de ensilagem, armazenagem de grãos, fertilizantes e subprodutos da área agroindustrial. Uma vantagem para atender a demandas de safras recordes é a instalação mais rápida em relação aos silos convencionais.

O Grupo Acinplas foi uma das companhias que percebeu as oportunidades nesse segmento. A empresa comercializava o produto no País através de importações e investiu cerca de R$ 10 milhões para fabricar no Estado o material. A operação, iniciada neste ano, está sendo realizada em Estância Velha, através da Pacifil, companhia que é vinculada à Acinplas. O polietileno usado na fabricação do silobag é adquirido da petroquímica Braskem.

Segundo o diretor comercial da Acinplas, Gustavo Bazzano, a empresa tem capacidade para produzir em torno de 60 mil unidades do produto ao ano e espera vender, em 2011, entre 30 mil a 40 mil unidades. A solução é adequada para armazenagem de grãos como soja, arroz, entre outros e custa cerca de R$ 1,5 mil. O mercado-alvo da Acinplas é o brasileiro, mas a companhia também realiza exportações para o Mercosul, Austrália e França.

Uma diferença do processo de armazenamento e ensilagem em silo-bolsa é a criação de uma atmosfera sem oxigênio para impedir o desenvolvimento de pragas e insetos.

Jornal do Comércio, RS