Safra 2016/17 de soja na América do Sul deve alcançar 174 milhões de toneladas

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) estima que a América do Sul irá produzir 174,5 milhões de toneladas de soja na safra 2016/17 com o Brasil, a Argentina e o Paraguai contribuindo com 96% dessa oferta.

A semeadura no Paraguai já encerrou, no Brasil está na reta final, e na Argentina, já está com 57,6%. Por isso, daqui para frente, as especulações em torno das condições climáticas nesses países devem ser cada vez maiores, sublinha análise do Instituto Mato-Grossense de Economia Aplicada (Imea).

Segundo o instituto, ao que tudo indica, os índices de precipitações tendem a ser adequados para beneficiar o desenvolvimento das lavouras. Todavia, parte das regiões do Matopiba, leste do MT e extremo-sul do Brasil e parte da Argentina podem ter variação diária negativa em torno da média histórica nos próximos três meses, inserindo uma “pulga atrás da orelha” do mercado mundial para a supersafra aguardada.

Universo Agro


Fonte: Famasul

Compartilhe!