Ruralista vê riscos em estratégia de Bolsonaro

Embora tenha indicado a futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS), e esteja sendo ouvida sobre o comando da pasta do Meio Ambiente, além de possivelmente emplacar dirigentes não reeleitos no segundo escalão do futuro governo, a bancada ruralista não garante alinhamento automático ao presidente eleito, Jair Bolsonaro. A bancada está disposta a ouvir, mas não vai se manifestar sobre temas sem relação direta com o agronegócio, diz o deputado Alceu Moreira (MDB-RS), que presidirá a frente ruralista em 2019.

"Temos deputados de todos os partidos. Dificilmente vamos compor com todos", disse ao Valor. Essa é um indicação da dificuldade que Bolsonaro poderá ter no Congresso, caso aposte no relacionamento com bancadas, em vez de partidos. Moreira advertiu que o risco é "enorme" e pode atrapalhar votação de projetos relevantes. Para ele, meio ambiente e agricultura são "complementares".

Ruy Baron/Valor

Moreira: "Não tem alinhamento automático. Muitas coisas virão do governo e haverá discordância"

Por Raphael Di Cunto e Cristiano Zaia | De Brasília

Fonte : Valor

Compartilhe!