RURAL – Secretaria da Agricultura investiga pulverização de agrotóxico em Nova Santa Rita

Além de coletar material no local, fiscais tentam identificar os responsáveis pela aplicação

  • A Secretaria da Agricultura aguarda o resultado da análise de amostras coletadas em alimentos orgânicos produzidos no assentamento Santa Rita de Cássia II, de Nova Santa Rita, para saber se eles foram atingidos por deriva de agrotóxicos. Segundo denúncia feita ao órgão estadual, 20 das 100 famílias assentadas perderam sua produção depois de um avião agrícola usado para fumigação de defensivos ter sobrevoado a área, em novembro. Os produtores reclamam que não é a primeira vez que sofrem prejuízos deste tipo.
  • Segundo o chefe da Divisão de Insumos e Serviços Agropecuários (Disa), Rafael Lima, além de coletar material no local, os fiscais tentam identificar os responsáveis pela aplicação de agrotóxicos e farão diligência em uma empresa de aviação agrícola para acessar os relatórios operacionais que apontem que produtos foram usados e em que momento. “Estamos com certa dificuldade na fiscalização porque há várias propriedades que plantam arroz no entorno do assentamento”, observa Lima.
    Caso o laudo laboratorial apontar a presença de produtos químicos e a investigação chegar ao produtor responsável, Lima informa que será lavrado auto de infração por danos a terceiros. No entanto, lembra que Nova Santa Rita não faz parte do grupo dos 24 municípios alvos das instruções normativas que regulamentam o uso dos herbicidas hormonais, e, portanto, os produtores locais não podem ser cobrados de descumprimento das normas de aplicação.

    Cíntia Marchi

    Fonte : Correio do Povo

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *