RURAL – Produtores esperam mais recursos no Plano Safra 2021/2022

Apesar de apontarem a necessidade, entidades admitem que avanço será inferior ao esperado e que juros podem subir

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lança o Plano Safra 2021/2022 nesta terça-feira, às 16h30min, com transmissão pelo YouTube. O anúncio dos recursos dependia da análise do orçamento pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), o que ocorreu nesta segunda-feira. Entidades representativas da agropecuária no Rio Grande do Sul compartilham a expectativa de que as verbas do novo plano sejam maiores que as do anterior, de R$ 236 bilhões.

O economista-chefe da Farsul, Antônio da Luz, afirma que, para fazer frente ao aumento de custos de todas as culturas, o Plano Safra 2021/2022 deveria ter um incremento de 30% a 40% nos valores. “Esperamos que venha um pouco mais que no ano passado, mas é  difícil que se contemple o ideal”, admite. Ao mesmo tempo, o economista acha improvável que os juros para custeio e investimento se mantenham nos patamares do ciclo 2020/2021, em razão da alta da Taxa Selic, para 4,25% ao ano.
Para a Fetag, o Plano Safra deveria trazer R$ 40 bilhões para o financiamento da agricultura familiar, mantendo as taxas de juros do ciclo passado, entre 2,75% e 4% ao ano. O presidente da federação, Carlos Joel da Silva, lembra que, no ciclo passado, a agricultura familiar teve R$ 33 bilhões para custeio e investimento. “Se o valor não aumentar, vamos plantar menos”, prevê Joel.
“Nós acreditamos que o governo deve garantir o suficiente para um bom plantio”, pondera o presidente da FecoAgro, Paulo Pires. Ele observa que, mesmo que a intenção do governo seja transferir parte do financiamento rural para o setor privado, é necessária a transição e, enquanto ela estiver em andamento, a garantia de recursos oficiais para pequenos produtores e cooperativas. Quanto aos juros, o dirigente entende que se eles se mantiverem iguais aos do ano passado “estará excelente”.

Nereida Vergara

Fonte : Correio do Povo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.