RURAL – Plantio do trigo mantém o ritmo no Estado

Gaúchos vão cultivar mais de 1 milhão de hectares neste inverno

Semeadura avança em todas as regiões e vai até o final de julho nas áreas altas

Semeadura avança em todas as regiões e vai até o final de julho nas áreas altas | Foto: Lucas Santos / Biotrigo / Divulgação / CP

O adiamento dos trabalhos por alguns dias, durante a semana passada, por causa da umidade, não chegou a alterar o ritmo da semeadura do trigo no Rio Grande do Sul. O diretor técnico da Emater/RS-Ascar, Alencar Rugeri, explica que o cereal e as demais culturas de inverno têm uma janela diária de plantio menor porque o período de luminosidade é reduzido. Mas isso pode ser compensado porque a implantação da lavoura, que costuma avançar bastante nos primeiros dias de junho, pode ser feita até o final de julho nas regiões mais altas. “Então está dentro da média”, diz Rugeri.

Nesta quarta-feira, a Emater anuncia a estimativa de safra de inverno 2021. Rugeri adianta que o trigo certamente vai ultrapassar 1 milhão de hectares, tendo em vista os investimentos do produtor na lavoura e a expectativa de uma excelente colheita.
A região onde o plantio está mais adiantado é a de Frederico Westphalen, onde já chegou a 70% das lavouras, seguida por Santa Rosa (44%), Pelotas (38%); Santa Maria e Ijuí (30%); Bagé (25%); e Soledade (15%). O preço da saca, embora com recuo de 1,78% em relação à semana anterior, segue aquecido, e está em R$ 82,39.

Nereida Vergara

Fonte : Correio do Povo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.