RURAL NOTÍCIASAGRICULTURANOTÍCIAS – UNIÃO – Produtores aprovam parceria com trade

Em evento em Mato Grosso, empresa levou conhecimento, assistência técnica e orientações sobre manejo

Com o objetivo de estreitar o relacionamento com os produtores rurais de Mato Grosso, uma trade, em parceria com os seus fornecedores, realiza pelo segundo ano consecutivo uma espécie de circuito tecnológico. A empresa ouve as demandas dos produtores e oferece o que tem de melhor em insumos, além de assistência técnica e orientações sobre manejo. Quem já participou da parceria afirma que os resultados são satisfatórios.

É o caso do produtor rural Nelson Sinópole. Ele não esconde a euforia em relação aos resultados nesta safra de soja: “Choveu bastante e vai ser um ano de ganhar dinheiro mesmo com o dólar meio baixo aí, mas vai ser bom. Acho que a produtividade fica mais ou menos em 65 sacos por hectare”.

O produtor afirma que esses bons resultados só começaram a surgir após uma parceria com uma trade. Além de insumos como sementes, a empresa oferece toda a assistência técnica necessária para ter mais sucesso em todo o processo, da semeadura até a colheita.

“O primeiro objetivo do agricultor é aumentar a produtividade. E nós temos as ferramentas para proporcionar esse aumento. Ajudamos a trabalhar a questão dos insumos e do manejo, a escolher a melhor variedade, o melhor manejo para aquela variedade e o manejo de fungicidas, herbicidas e inseticidas”, diz Marcelo Machado Martins, gerente de insumos da Amaggi.

“Além disso, há a sustentabilidade. A gente sabe que é um caminho sem volta. Hoje um produtor certificado tem um diferencial. Então a Amaggi saiu na frente e lançou essa certificação própria, tentando ajudar o produtor a se adequar”, diz Jéssica Leite Jorge, analista de projetos da Amaggi.

Além das orientações sobre produção sustentável, os produtores que compareceram ao dia de campo acompanharam palestras sobre a importância de um bom manejo de solo e a escolha correta das variedades de sementes para cada região.

Sonora: josé joão gomes – gerente de produção de sementes amaggi

“O que eu procuro passar para o produtor são os cuidados que ele deve ter com o solo. Alerto sobre a presença de pragas, nematoides, identificação de fertilidade do solo, que são pontos cruciais na tomada de decisão”, diz José João Gomes, gerente de produção de sementes da Amaggi.

Sonora : roger augusto rodrigues – produtor rural

“O produtor é extremamente dependente da trade. Aqui você encontra pessoal da diretoria, da gerência. Assim, esse encontro para discutir assuntos é extremamente importante. A gente não vê trade fazendo isso normalmente”, diz o produtor a Roger Augusto Rodrigues.

No encerramento do encontro, além de todas as informações importantes da porteira para dentro, o evento proporcionou a oportunidade de serem orientados também da porteira para fora. São questões como mercado, comercialização, investimentos e câmbio, por exemplo.

“2017 é um ano de estabilização, mas a partir de 2018 a gente projeta um crescimento de 2,5%. E aí, dependendo do volume de reforma, a gente pode ver um crescimento em torno de 1,5 a 2% nos anos seguintes caso o Brasil faça o dever de casa”, diz Maurício Oreng, economista-chefe do Rabobank Brasil.

Em sua apresentação, o economista também fez um alerta sobre as possíveis divergências do atual governo Trump com a China e os parceiros comerciais. Segundo ele, isso pode ter consequências negativas para o mercado brasileiro: “Temos que monitorar. Se virar uma crise global, afeta a gente”.

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *