RURAL NOTÍCIAS – INDIGNAÇÃO – Bancada ruralista quer convocar ministro da Fazenda

Parlamentares querem explicações de Joaquim Levy para a falta de recursos ao agronegócio

VÍDEOS RELACIONADOS
Agro: Levy pode ter de explicar falta de recursos
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Dinheiro para seguro rural de 2015 já acabou, admite o governo
Governo diminui subvenção ao seguro rural em 2016
A Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados pode votar amanhã, dia 25, a convocação do Ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Os deputados querem explicações sobre a falta de recursos para o setor.

A possível convocação do ministro foi defendida durante a reunião da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). A proposta é cobrar solução para a falta de recursos para o agronegócio, principalmente porque no anúncio do Plano Safra 2015/2016 foram prometidos mais de R$ 187 bilhões em recursos.

“Houve uma serie de pedaladas, vamos dizer assim, no Plano Safra, para mostrar esse valor maior, mas a realidade dos fatos é que esses recursos não chegaram na mão do produtor nem na hora certa, nem no volume correto”, disse o presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Gustavo Junqueira.

No caso do seguro rural, dos R$ 700 milhões anunciados para o plantio da safra 2015/2016, R$ 300 milhões foram usados para quitar dívidas do ano agrícola anterior. E a proposta orçamentária para 2016/2017 é de manutenção desses 400 milhões de reais para o seguro. “Nós temos que cobrar de quem tem a chave do cofre na mão. Se é a agricultura que está dando superávit, o único setor que está dando certo, se eu não dou recurso para agricultura, a vaca vai para o brejo”, afirmou o deputado federal Luis Carlos Heinze (PP-RS).

O presidente da FPA, deputado federal Marcos Montes (PSDB-MG) é contra a convocação do ministro da Fazenda, apostando no diálogo e na busca de soluções para problemas que não dependem, exclusivamente, do dinheiro da União. “Aprovar o CRA [Certificado de Recebíveis do Agronegócio], abrir as portas para compra de terras por estrangeiros, são várias ações que não precisa abrir o cofre do governo. Claro que o dinheiro é importante, como o seguro, mas muitas coisas podem ser resolvidas sem a questão financeira”, disse.

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *