RURAL – Indústria do tabaco reduz contratações sazonais

Queda é atribuída a estiagem e pandemia da Covid-19

  • A movimentação de trabalhadores temporários nas empresas de processamento de tabaco foi 9,06% menor este ano em relação à temporada passada. A queda representa 700 vagas a menos. Os dados constam na análise anual das contratações de safreiros feita pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Fumo e Alimentação de Santa Cruz do Sul e Região (Stifa).
  • O presidente do Stifa, Gualter Baptista Júnior, afirma que o primeiro impacto sentido na contratação de sazonais foi com a estiagem registrada no Sul do Brasil no período da colheita, especialmente nos meses de novembro e dezembro de 2020. “Isso retardou o envio do produto para as empresas”, explica. Outro evento que colaborou com a redução foi a segunda onda da pandemia de Covid-19, com o aumento no número de casos entre os meses de fevereiro e março.

    O dirigente, no entanto, prevê que as indústrias terão que manter por mais tempo a mão de obra contratada para a safra diante da necessidade de produzir para abastecer o mercado interno e as exportações.

    Otto Tesche

    Fonte : Correio do Povo

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *