RURAL – Faturamento com venda de máquinas cresce 63%

Dados da Abimaq mostram que, apesar da pandemia e de dificuldades para obter peças, fabricantes conseguem atender a alta demanda

  • O faturamento das vendas de máquinas e implementos agrícolas cresceu 63% no primeiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, apesar das dificuldades trazidas pela pandemia à indústria. A informação é do presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Implementos (CSMIA) da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Pedro Estevão Bastos. De janeiro a março de 2021, o segmento  vendeu o equivalente a R$ 7,3 bilhões, contra R$ 4,5 bilhões nos mesmos meses em 2020.
  • Segundo Bastos, o desempenho reflete a alta das commodities, a valorização consistente do dólar acima dos R$ 5,00, e a capitalização do produtor rural, que não deixou de fazer seus investimentos durante a pandemia.
    Mesmo com dificuldades com o fornecimento de peças, escalas de trabalho variadas para atender às medidas sanitárias e alto preço de insumos, entre os quais o aço, o dirigente afirma que a produção e as vendas seguiram em alta. “Claro que existem atrasos na entrega das encomendas, mas não houve encolhimento da demanda e não há empresas paradas”, garante.

    Neste ano, estima o presidente da CSMIA, o crescimento global nas vendas de máquinas e implementos agrícolas deve ficar entre 17% e 20%. Se houver redução nas verbas para investimentos no Plano Safra 2021/2022, o reflexo será sentido apenas no ano que vem. “Nossa preocupação é com o pequeno agricultor”, destaca Bastos, ao lembrar que, se forem confirmados os cortes no orçamento do Pronaf, a situação pode se complicar para essa categoria.

    Segundo a Abimaq, as vendas da indústria brasileira de máquinas e equipamentos fecharam o primeiro trimestre  em R$ 16,9 bilhões, 28% acima do mesmo período em 2020. Desse total, R$ 13,3 bilhões correspondem a vendas para o mercado interno.

    Nereida Vergara

    Fonte : Correio do Povo

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *