RURAL – Aprovado o protocolo sanitário da Expodireto

Marcada para a primeira semana de março, feira terá programação presencial que poderá ser acompanhada também em plataforma virtual

  • Parque será preparado para receber visitantes sem provocar aglomerações
  • Parque será preparado para receber visitantes sem provocar aglomerações | Foto: Divulgação / CP

    O protocolo sanitário para a Expodireto Cotrijal recebeu o aval do Gabinete de Crise para o Enfrentamento da Pandemia de Covid-19 do governo do Estado, informaram os organizadores do evento nesta quinta-feira. Entre as medidas restritivas programadas para e edição deste ano da feira, que vai de 1º a 5 de março, em Não-Me-Toque, estão a suspensão da Área Internacional e da vinda de delegações estrangeiras. Haverá segregação dos fluxos de entrada e saída, totens de disponibilização de álcool em gel, obrigatoriedade do uso de máscaras e de distanciamento social, higienização e desinfecção frequente de superfícies e áreas comuns, além da ampliação da praça de alimentação.

    Última grande feira presencial do ano passado, ocorrida antes da pandemia da Covid-19, a Expodireto Cotrijal também será a primeira de 2021 e terá formato híbrido. Todas as atividades programadas para o parque, como as da Arena Agrodigital e os tradicionais fóruns – que terão público limitado nos auditórios – também estarão na plataforma virtual do evento.
    Os expositores, que devem confirmar presença até fevereiro, ocuparão seus espaços na área física da feira e, além disso, estarão em estandes digitais. 
    Apesar das limitações, a expectativa é de que o volume de negócios não seja impactado em relação à edição anterior. “Seguimos com produtores capitalizados com recursos próprios, ofertas de financiamento bancários e redução dos custos de produção, aliados à tecnologia e à inovação”, observa o presidente da Cotrijal, Nei Manica. “Então, devemos contribuir para o crescimento do agronegócio e para a retomada da economia nacional nesse momento de crise”, complementa.

    Da Redação

    Fonte : Correio do Povo

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *