RS negocia reforço à defesa vegetal

Mainardi pediu aporte de R$ 12 milhões e sinalizou novas contratações

Secretário gaúcho apresentou projeto ao ministro Mendes Ribeiro (E)<br /><b>Crédito: </b> renê oliveira / divulgação / cp

Secretário gaúcho apresentou projeto ao ministro Mendes Ribeiro (E)
Crédito: renê oliveira / divulgação / cp

Para reestruturar a Defesa Vegetal gaúcha, a Secretaria da Agricultura busca aporte federal de R$ 12 milhões para os próximos quatro anos. A proposta foi apresentada, ontem, em Brasília, pelo secretário Luiz Fernando Mainardi ao ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho. "Hoje, a sanidade é estratégica, pois a sociedade quer saber a origem dos produtos", disse Mainardi, que ficou de encaminhar o projeto formalmente nos próximos dias. A ideia é utilizar a verba na aquisição de veículos e na modernização dos equipamentos utilizados pelos servidores, segundo o gerente da Defesa Vegetal da Seapa, José Motta.
O fortalecimento do setor também passa pela realização de novo concurso público. A contratação de 70 agrônomos e 40 técnicos agrícolas está sob análise da Casa Civil no RS, mas a expectativa é que o Executivo envie projeto de lei à Assembleia nos próximos dias. Hoje, a demanda de defesa vegetal de todo o RS é atendida por 46 agrônomos, 19 técnicos agrícolas e seis engenheiros florestais. Conforme Motta, que tem 35 anos de Casa, o atual "sucateamento" faz os funcionários atuarem "sem precisão científica". A expectativa é que os servidores estejam em atuação até o final do ano. O projeto prevê a criação da carreira de fiscal agropecuário e seleção para mais de cem veterinários.
Mainardi esteve em Brasília para reunião do Conselho Nacional de Secretários de Agricultura e aproveitou para pleitear junto ao Ministério do Desenvolvimento Agrário apoio da União ao subsídio dado à agricultura familiar no programa estadual de irrigação Mais Água, Mais Renda. O ministro Pepe Vargas teria ficado de estudar a viabilidade.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *