RS e Uruguai agilizam intercâmbio

A missão gaúcha que esteve em Montevidéu na última semana fechou agenda dando início a um projeto de troca de conhecimentos científicos para a produção de carne e leite entre o RS e os Institutos do Leite e da Carne do Uruguai. A ideia surgiu durante visita ao embaixador do Brasil no Uruguai, Souza Gomes, que recomendou um contato com a Embrapa que já tem convênio de troca de pesquisa com vários países. Em seguida, continuou Gomes, o governo do RS faz os ajustes e o projeto segue para o Itamaraty.

Em reunião capitaneada pelo secretário Luiz Fernando Mainardi, o ministro da Pecuária, Tabaré Aguerre, deu a garantia de que o Uruguai sairá fortalecido quando o RS também obtiver o mesmo reconhecimento de seus produtos no mercado internacional que o Uruguai tem hoje com a adoção da rastreabilidade. Com 45 mil pecuaristas, o Uruguai tem rebanho de 11 milhões de cabeças. A coordenadora da Câmara Setorial da Carne, Ana Suñe, disse que o êxito se deve ao trabalho dos Institutos da Carne e do Leite que são colegiados que unem o Estado e a iniciativa privada. A diferença, explicou, é que no Uruguai existe a figura da empresa pública não estatal, enquanto no Brasil só se tem o enquadramento público ou privado. A opção brasileira para gerenciamento dos institutos será de entidade privada com participação do Estado.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *