RS: Campo gaúcho está mais velho e concentrado

RS: Campo gaúcho está mais velho e concentrado

Propriedades rurais também estão mais modernas, com crescimento na utilização de maquinário

Na última década, a agropecuária gaúcha envelheceu e viu seus estabelecimentos aumentarem de tamanho. São essas as primeiras análises tiradas do Censo Agropecuário 2017 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que coletou os questionários em todo o Brasil entre o fim do ano passado e o início de 2018. Os dados são preliminares. Os números definitivos só serão conhecidos em julho de 2019. Desde o último Censo, o de 2006, a proporção de produtores com 65 anos ou mais no Rio Grande do Sul subiu de 17,5% para 23,1%, enquanto a parcela com 24 anos ou menos, que já era baixíssima, de 1,9%, caiu ainda mais, para 1,2%. A grande massa intermediária, dos 25 aos 64 anos de idade, baixou de 80,6% para 72,7%. “É uma tendência que já se percebia e que o Censo comprova”, comenta o coordenador técnico da pesquisa no Estado, Cláudio Sant’Anna, ressaltando a necessidade de medidas para que o problema da sucessão seja enfrentado, de forma a evitar que, no futuro breve, os idosos sejam a maioria dos produtores.

por Equipe do Site

Fonte : Felipevieira.com