RS avança na produção leiteira

Pesquisa divulgada pelo IBGE indica alta de 4,4% na captação no Estado, desempenho sete vezes superior ao do país

A produção média de leite do RS cresceu sete vezes mais do que a do país, o que permitiu encurtar a distância em relação ao líder Minas Gerais, que avançou 1,7% para 8,9 bilhões de litros. Vice-líder, o Estado registrou incremento de 4,4% em 2012 na comparação com 2011 e chegou a 4,05 bilhões de litros. O incremento nacional não passou de 0,6%. Os dados fazem parte da Pesquisa da Pecuária Municipal divulgada ontem pelo IBGE. O estudo mostra que o preço ao produtor de leite gaúcho subiu 12,7%, acima da média nacional de 9,9%. E que a produtividade estadual atingiu 2.670 litros/vaca/ano, quase o dobro da brasileira (1.417 litros/vaca/ano). Segundo o coordenador de Agropecuária do IBGE, Claudio Sant’anna, 88% dos municípios gaúchos produzem acima da média.

O agrônomo acrescentou que o leite registrou o maior valor de produção dos cinco produtos da pecuária pesquisados em 2012: lã, mel, leite, ovos de galinha e de codorna. Foram R$ 26,76 bilhões, o que significou 81,2% dos R$ 3,088 bilhões do valor total. As estatísticas do IBGE trabalham com todo tipo de produtor, incluindo o de subsistência. Por isso, o rendimento do estudo não reflete a realidade das propriedades que fornecem para as indústrias. Segundo dados setoriais, nestes segmentos, a produtividade supera 5,2 mil litros/vaca/ano.

A curva ascendente da produção no Rio Grande do Sul deve-se à ociosidade de cerca de 40% da capacidade industrial, o que gera disputa na captação, fator que também colaborou para a elevação de preço. De acordo com o secretário-executivo do Sindilat, Darlan Palharini, o crescimento médio anual tem variado de 7% a 10%. Para 2013, a projeção é de crescimento inferior a 5%.]

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *