ROYALTY: FETAG ORIENTA AGUARDAR

Uma das autoras da ação coletiva que questiona a forma de cobrança pelo uso da soja RR, da Monsanto, a Fetag pede aos agricultores familiares que não assinem acordos com a multinacional. ‘A orientação é aguardar a decisão da Justiça’, disse o presidente Elton Weber. De acordo com ele, a cobrança dos royalties deveria estar suspensa desde abril passado, quando a Justiça determinou, inclusive, a devolução dos valores cobrados desde a safra 2003/2004.

Na quarta-feira, CNA, Monsanto e federações de dez estados, entre eles, o Rio Grande do Sul, anunciaram acordo para, entre outros objetivos, ‘reforçar o reconhecimento dos direitos de propriedade intelectual’. Conforme o ‘comunicado público’ assinado pela multinacional e pela CNA, a Monsanto ‘se compromete a suspender, permanente e irrevogavelmente, a cobrança pela utilização futura da primeira geração de soja RR’. Os produtores que aderirem, entretanto, terão que pagar pela RR2, cujo percentual na moega deve saltar de 2% na RR para 7,5% na Intacta.

Fonte: Correio do Povo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.