Rodovias gaúchas estão intransitáveis

Não há veículo que resista a um buraco desses

Não há veículo que resista a um buraco desses

Mais de 70% das rodovias do Rio Grande do Sul apresentam alguma deficiência, prejudicando a circulação de veículos, causando acidentes, aumentando o desgaste de automóveis e caminhões e, principalmente, elevando custos dos transportes. Toda a sociedade está preocupada com a questão, e algumas entidades, como a Associação Gaúcha dos Produtores de Brita, Areia e Saibro (Agabritas) e o Sindicato das Indústria da Mineração de Brita, Areia e Saibro (Sindibritas), estão chamando a atenção das autoridades municipais, estadual e federal para o problema. No caso destas duas entidades, o problema é duplo. Primeiro, porque as más estradas atrapalham a distribuição de material; segundo, porque a falta de obras de conservação e construção de estradas diminui o uso de seus produtos. As entidades citam pesquisa da Confederação Nacional do Transporte informando que 73,6% das estradas gaúchas têm problemas. Em 8.668 quilômetros, apenas 2.283 quilômetros (26,4%) foram considerados ótimos ou bons. O presidente da Agabritas/Sindibritas, Pedro Reginato, diz que é mais do que urgente melhorar as rodovias. O problema é que o Estado não tem dinheiro, e seriam necessários, pelo menos, R$ 6,24 bilhões para recuperá-las, o mesmo valor do déficit gaúcho previsto para 2016.

Recuperação judicial

No momento em que o País vive um recorde de pedidos de recuperação judicial de empresas (1.287, em 2015, 55,4% mais do que em 2014), os empresários estão, cada vez mais, buscando informações sobre este instrumento legal. Para atender a esta demanda, a sócia e coordenadora jurídica da área de recuperação judicial do escritório Scalzilli.fmv Advogados, Gabriele Chimelo, ministrará um curso sobre o tema na ESPM-Sul, do dia 25 a 28 de janeiro.

Contribuição sindical

Empresas do setor de hotéis, restaurantes, bares e similares têm até o dia 29 de janeiro para pagar a contribuição sindical patronal. Alexandre Sampaio, presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, informou que, no Rio Grande do Sul, são 13 as entidades do setor filiadas à FBHA, que representa 940 mil estabelecimentos.

Contadores e auditores

O conselheiro administrativo do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), o gaúcho Robert Juenemann, participará, nos dias 26 e 27 de janeiro, da reunião do Grupo de Trabalho de Revisão do Código Internacional de Ética dos Contadores e Auditores, em Londres. Juenemann foi eleito pela Ifac – Federação Internacional de Contadores e Auditores – para um mandato de três anos no Conselho de Ética da entidade.

Fretes mais caros

Como esta coluna previu, o que não era muito difícil, os fretes para o transporte de grãos da próxima safra já estão bem mais caros. Em algumas regiões, principalmente no Mato Groso, o aumento já é de 89%. Nas demais regiões, o aumento médio é de 50%.

Maristas

A Rede Marista de Educação, instituição da igreja católica que existe há 116 anos no Rio Grande do Sul – hoje, em 17 cidades -, responsável pela formação de milhares de gaúchos, expandiu-se para Brasilia e, agora, para a Amazônia, onde já está em seis cidades: Boa Vista (Roraima); Manaus, Tabatinga e Lábrea (Amazonas); Porto Velho (Rondônia); e Cruzeiro do Sul (Acre). A Rede Marista passa a estar presente em 24 cidades de seis estados brasileiros, além do Distrito Federal. O Irmão Inácio Etges foi reconduzido à presidência da rede até 2018.

Exportações

A Braskem, empresa petroquímica instalada em Triunfo, foi a maior exportadora do Rio Grande do Sul em 2015. Movimentou US$ 1,474 bilhão. Em segundo lugar, a Bunge Alimentos, com US$ 845,950 milhões. O levantamento é do Portal Amanhã, com dados do ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio. Já o porto do Rio Grande comemora que 2015 foi o seu melhor ano, com movimentação de 37,6 milhões de toneladas de cargas. A Farsul também comemora que as exportações do agronegócio foram responsáveis por 9% do PIB gaúcho em 2015. Foram US$ 11,629 bilhões.

Voto a distância

A Senior Solution, líder no desenvolvimento de softwares aplicativos para o setor financeiro no Brasil, foi a primeira companhia a adotar voluntariamente o mecanismo do voto a distância em assembleias gerais, regulamentada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no ano passado. O objetivo é ampliar a participação de investidores nas decisões corporativas das companhias abertas.

Fenin Inverno

A Expovest, promotora da Fenin Feiras, realizará a edição de lançamentos da moda outono/inverno 2016, em janeiro, no Rio Grande do Sul. A Fenin Inverno RS acontecerá entre os dias 19 e 22, novamente no Serra Park, em Gramado.

Agenda lotada

A Planobase Lubianca, especializada no desenvolvimento de marcas e ambientes comerciais, está com agenda movimentada neste início de ano. Assina projetos para um pool de empreendimentos comerciais, como o Plinio Mall, na avenida Plinio Brasil Milano, o Shopping João Pessoa, o Diamond Tower, no complexo do BarraShoppingSul, e o WE1426, na avenida Wenceslau Escobar. Os projetos de sinalização são criados com o objetivo de informar, orientar e educar o público que circula em ambientes de grande fluxo.

CDL Jovem

O movimento Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem deverá criar quatro novas unidades em 2016. De acordo com o presidente, Marcos Jacoby, serão em Encantado, Santa Cruz do Sul, Novo Hamburgo e Campo Bom.

IZADORA CARVALHO/JC

Painel Econômico
DANILO UCHA
Painel Econômico

Fonte : Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *