Risco de surto da praga que ataca lavouras de soja faz Mato Grosso do Sul entrar em emergência fitossanitária

Chega a seis o número de Estados na situação por conta da Helicoverpa armigera

Risco de surto da praga que ataca lavouras de soja faz Mato Grosso do Sul entrar em emergência fitossanitária Embrapa/Divulgação

Praga provocou prejuízos bilionários na última safra de grãos na Bahia Foto: Embrapa / Divulgação

O avanço da Helicoverpa armigera pelas lavouras do país, especialmente nas de soja, fez o Ministério da Agricultura decretar emergência fitossanitária em mais um Estado. A partir desta quinta-feira, Mato Grosso do Sul poderá adotar medidas emergenciais para controle da praga, que na safra passada provocou prejuízos estimados em R$ 2 bilhões nos campos da Bahia e do Centro-Oeste. Com a publicação, já chegam a seis os Estados na mesma situação. Além de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Minas Gerais, Goiás e Piauí também estão autorizados a realizar procedimentos especiais.

A emergência fitossanitária para o Estado do Centro-Oeste tem prazo de validade de um ano. Entre as medidas especiais que podem ser tomadas a partir do decreto está a importação de agrotóxicos que tenham como ingrediente ativo o Benzoato de Emamectina, substância não autorizada no Brasil e proibida em diversos países pelo seu alto poder de contaminação.

No Rio Grande do Sul, laudo da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) confirmou a presença da Helicoverpa armigera em lavouras de 16 municípios. Secretaria da Agricultura, Emater e Embrapa também realizam o monitoramento da praga. No momento, o governo estadual descarta pedir ao Ministério a declaração de emergência fitossanitária para o Estado.

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *