Risco de invernada ameaça colheita da soja em Mato Grosso e Goiás

De hoje até o dia 20 de fevereiro, vai chover todos os dias nesses estados

 

Em anos de El Niño, as condições para invernada na hora da colheita no Centro-Oeste são menores. “Menores, mas não inexistentes”, explica a meteorologista Desirée Brandt, da Somar Meteorologia. Segundo ela, invernada é quando temos vários dias consecutivos com chuva e temperaturas mais baixas para o período. Isso vai valer principalmente para áreas do centro-norte de Mato Grosso e Goiás até meados do dia 20 de fevereiro.

Se pegarmos Sinop, em Mato Grosso, como exemplo, veremos que até o dia 20 há previsão de quase 200 milímetros de chuva e vai chover em todos os dias. “Em alguns momentos, entre os dias 12 e 15, essa chuva não vai passar dos 10 milímetros diários. Isso não inviabiliza completamente os trabalhos de campo, mas, claro, atrapalha as atividades de colheita. Em Uruaçu, norte de Goiás, vai chover ainda mais: cerca de 240 milímetros entre os dias 6 e 20 de fevereiro.

A safra de soja 2018/2019 teve que enfrentar diversas adversidades climáticas. Algumas áreas do Centro-Oeste, principalmente em Mato Grosso do Sul, depois de uma bela instalação da safra com chuvas que chegaram antecipadas, o produtor teve que enfrentar estiagem entre o fim de novembro e dezembro.

Janeiro também não foi lá essas coisas em relação à quantidade de chuva. Em algumas áreas de Mato Grosso do Sul, como é o caso de São Gabriel do Oeste, a quebra por conta da estiagem pode chegar a 20%.

Risco de invernada ameaça colheita da soja em Mato Grosso e Goiás

 Pryscilla Paiva, editora de Tempo do Canal Rural

Redação – Canal Rural

Fonte : Canal Rural