Resolução nº 4.647, de 28/3/2018

Altera a Resolução nº 4.598, de 29 de agosto de 2017, que dispõe sobre a emissão de Letra Imobiliária Garantida (LIG).

O Banco Central do Brasil, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro de 1964, torna público que o Conselho Monetário Nacional, em sessão realizada em 28 de março de 2018, com base no art. 91, inciso XI, da Lei nº 13.097, de 19 de janeiro de 2015,

R E S O L V E U :

Art. 1º  A Resolução nº 4.598, de 29 de agosto de 2017, passa a vigorar com as seguintes alterações:

"Art. 59.  ……………………………………………….

…………………………………………………………

§ 1º  ……………………………………………………

…………………………………………………………

III – possuir patrimônio líquido equivalente a, no mínimo, R$1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais);

IV – comunicar ao Banco Central do Brasil, na forma por ele disciplinada, sua atuação como agente fiduciário a cada emissão de LIG, ou em cada Programa de Emissão de LIG; e

V – não apresentar restrições que possam afetar a reputação dos controladores, aplicando-se, no que couber, os requisitos estabelecidos nos arts. 2º e 3º do Regulamento Anexo II à Resolução nº 4.122, de 2 de agosto de 2012.

…………………………………………………………

§ 4º  A autorização de que trata o § 3º poderá ser cancelada de ofício, caso seja constatado, a qualquer tempo:

I – descumprimento dos requisitos previstos nos incisos I, II, III e V do § 1º;

II – circunstância que possa afetar a reputação dos integrantes do grupo de controle;

III – falsidade ou discrepância nas declarações ou nos documentos apresentados na instrução do processo de autorização; ou

IV – inatividade como agente fiduciário por período superior a dezoito meses, sem justificativa." (NR)

Art. 2º  Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

                      Ilan Goldfajn
                        Presidente do Banco Central do Brasil

Fonte : BCB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *