RESOLUÇÃO Nº 4.232, DE 18 DE JUNHO DE 2013

Institui, no âmbito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Programa de Apoio à Renovação e Implantação de Novos Canaviais (ProRenova-Industrial) destinado aos produtores de açúcar e etanol.

O Banco Central do Brasil, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro de 1964, torna público que o Conselho Monetário Nacional, em sessão extraordinária realizada em 18 de junho de 2013, com base nas disposições dos arts. 4º, inciso VI, e 22, § 1º, da Lei nº 4.595, de 1964, e dos arts. 2º e 3º da Lei nº 12.666, de 14 de junho de 2012, com redação dada pela Medida Provisória nº 615, de 17 de maio de 2013,

R E S O L V E U :

Art. 1º  Fica instituído, no âmbito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Programa de Apoio à Renovação e Implantação de Novos Canaviais (ProRenova-Industrial), subordinado às seguintes condições:

I – objetivo do crédito: aumentar a produção de cana-de-açúcar no país por meio do financiamento à renovação e implantação de canaviais;

II – origem e volume dos recursos: BNDES, até R$3.500.000.000,00 (três bilhões e quinhentos milhões de reais);

III – beneficiários: Pessoas jurídicas que exerçam atividade produtiva relacionada ao plantio de cana-de-açúcar, inclusive usinas e destilarias de etanol e açúcar, cooperativas de produção, cooperativas de produtores e entidades societárias por cotas;

IV – finalidade: renovação e implantação de canaviais;

V – itens financiáveis: gastos e tratos culturais associados ao plantio de cana-de-açúcar (cana planta), no âmbito de projeto de investimento;

VI – encargos financeiros: taxa efetiva de juros de 5,5% a.a (cinco inteiros e cinco décimos por cento ao ano);

VII – prazo de reembolso: até 72 (setenta e dois) meses, com carência de até 18 (dezoito) meses, e com amortização de acordo com o fluxo de receitas do empreendimento;

VIII – instituições financeiras operadoras: as credenciadas pelo BNDES;

IX – risco das operações: da instituição financeira operadora;

X – remuneração das instituições financeiras, incidente sobre o valor do crédito concedido:

a) do BNDES: até 1,0% a.a. (um por cento ao ano); e

b) da instituição financeira operadora credenciada pelo BNDES: até 1,7% a.a. (um inteiro e sete décimos por cento ao ano);

XI – garantias: de livre convenção entre as partes.

Art. 2º  Somente poderão ser financiados, no âmbito deste programa, os projetos de plantio de cana-de-açúcar implantados de 1º de janeiro de 2013 a 31 de dezembro de 2013, podendo ser reembolsados gastos com itens financiáveis realizados a partir de 1º de julho de 2012.

Art. 3º  Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.
   Alexandre Antonio Tombini
                          Presidente do Banco Central do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *