Receita do etanol supera a do açúcar nesta safra

A receita bruta das usinas do Brasil com o etanol vai superar o montante alcançado com o açúcar no ciclo 2013/14. A projeção, divulgada pela GO Associados, indica para o período uma receita de R$ 35,6 bilhões para a commodity e de R$ 35,9 bilhões para o biocombustível. No ciclo 2012/13, a receita do açúcar superou em 48% a do etanol.

A produção brasileira de etanol deve crescer 16,3%, para 27 bilhões de litros – aumento inferior ao avanço previsto para a receita, de 26,8%. A consultoria projeta que os preços internacionais do biocombustível vão cair 13% em 2013, mas considerando o valor em reais (etanol anidro), o efeito dessa desvalorização será de 8%. Além disso, internamente, espera-se que as usinas tenham maior remuneração com o hidratado, dado o "melhor alinhamento do preço interno da gasolina com o preço internacional".

Já a receita bruta das usinas do Brasil com açúcar deve cair 15% no período, reflexo dos preços mais baixos da commodity nos mercado internacional e doméstico, segundo a GO Associados. A consultoria projeta que em 2013, os preços médios do açúcar vão se situar em 17,4 centavos de dólar por libra-peso, um recuo de 19% em comparação ao realizado em 2012. Em reais, o valor por tonelada será de R$ 904, projeta a consultoria, ante R$ 1,096 mil por tonelada do ano anterior. No mercado interno brasileiro, os preços médios do açúcar cristal devem recuar 18% em 2013, conforme a GO.

Para 2014/15, pode haver uma recuperação da receita bruta com açúcar de cerca de 10%, para R$ 30 bilhões, segundo a consultoria. O preço médio do produto deve ficar 3% mais alto, a 17,9 centavos de dólar por libra-peso, dada a expectativa de algum recuo do estoque mundial.

Nas últimas semanas, com o fortalecimento do dólar em relação ao real, a remuneração gerada pelo açúcar ficou superior à alcançada pelo etanol, no entanto, a produção da commodity continuou caindo no Centro-Sul, região que responde por 90% da produção brasileira.

Segundo a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), na 1ª quinzena de agosto a produção de açúcar caiu 3,92%, para 2,9 milhões de toneladas. "Isso ocorreu porque a flexibilidade das usinas é limitada neste período da safra, quando as indústrias trabalham próximo de sua total capacidade de fabricação", explicou o diretor da Unica, Antonio de Padua Rodrigues. No acumulado da safra, no entanto, o saldo ainda é de aumento de 9,30% na produção da commodity na região.

Ontem, a consultoria Datagro revisou para baixo a produção de açúcar na região Centro-Sul devido à menor moagem de cana-de-açúcar e à menor qualidade da cana. A nova estimativa é de produção de 34,18 milhões de toneladas de açúcar, quase 1 milhão a menos do que as 35,25 milhões de toneladas estimadas em meados de julho. "O açúcar contido na cana (ATR) está mais baixo do que se imaginava, devido a chuvas e a geadas, que provocam um mix mais alcooleiro. De 136,5 quilos por tonelada, o ATR foi reduzido para 135,39 quilos", afirmou o presidente da Datagro, Plínio Nastari durante a Fenasucro, feira de equipamentos e serviços para usinas que está sendo realizada esta semana em Sertãozinho (SP).

© 2000 – 2013. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3249478/receita-do-etanol-supera-do-acucar-nesta-safra#ixzz2dGqePexl

Fonte: Valor | Por Fabiana Batista | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *