Área plantada cresce, mas produção de grãos diminui

Fonte:  FOLHA DE S. PAULO – SP

CONAB prevê aumento de até 3% no plantio da safra 2011/12, mas colheita nacional deve encolher até 3,5%

MAELI PRADO

BRASÍLIA

Apesar do aumento de área plantada previsto para a safra 2011/12, a produção deve cair em comparação com o ano passado devido à previsão de queda na produtividade da soja e do milho –GRÃOS com o maior peso na agricultura brasileira. Essa redução acontecerá principalmente porque a safra 2010/11 foi recorde, ou seja, a base de comparação é elevada.

Já no caso da área plantada, a previsão é de alta, segundo dados da segunda pesquisa de intenção de plantio feita pela CONAB(COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO), divulgada ontem.

A área cultivada no Brasil deve crescer entre 1,1% e 3% em relação à safra passada, quando foram plantados 49,9 milhões de hectares no país.

Enquanto a área plantada cresce, a produção deve alcançar de 157,2 milhões a 160,5 milhões de toneladas -entre 1,5% e 3,5% menos na comparação com a safra do ano passado.

São exatamente as culturas de milho e de soja, cuja produtividade cairá em relação a 2010, que aumentarão a área plantada. No caso do milho, espera-se aumento entre 7,8% e 10,3%. A elevação mais acentuada do grão, que vem atingindo altos preços no mercado internacional, é em Goiás, onde a alta chega a 31%.

Em seguida vêm Mato Grosso do Sul (área 28% maior), Paraná (20%) e Rio Grande do Sul (13%). No caso da soja, o incremento na área plantada ficará entre 0,9% e 3%, com destaque para Mato Grosso, com 5% de aumento.

Já o arroz deve perder entre 2,3% e 5,2% de sua área plantada, devido a problemas de comercialização e logística enfrentados pelos produtores, que estão descapitalizados pelos baixos preços do grão.

PREVISÃO DA SAFRA DE GRÃOS 2011/12

Até 3%

é quanto a área plantada deve crescer

5,2%

é a quanto pode chegar a redução da área plantada de arroz

160,52

mi de toneladas

é a previsão máxima para a produção de GRÃOS Fonte: CONAB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *