Área de arroz deve se manter estável no RS

 

A semeadura de arroz no Rio Grande do Sul, Estado que concentra quase 70% da produção nacional, deverá permanecer em 1,1 milhão de hectares nesta temporada 2016/17, de acordo com levantamento divulgado ontem pelo Instituto Riograndense de Arroz (Irga).

A razão para a manutenção é a descapitalização dos produtores. "Com a quebra da última safra [por razão de chuvas excessivas], muitos tiveram problemas financeiros e não conseguiram até agora renegociar suas dívidas. E calculamos que cerca de 50% dos produtores do Estado não têm garantias para oferecer aos bancos oficiais e conseguir o crédito de custeio agora", afirmou o diretor técnico do Irga, Maurício Fischer.

O alento para os produtores gaúchos, que darão início ao plantio em setembro, vem então da conjunção entre manutenção dos custos, maior oferta de sementes mais produtivas e preços elevados para o cereal. O presidente da federação dos arrozeiros do Estado (Federarroz), Henrique Dornelles, observou que a colheita do cereal começará somente em meados de fevereiro do ano que vem. Até lá, a indústria terá que contar com seus estoques.

Por Fernanda Pressinott | De São Paulo

Fonte : Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *