R$ 150 milhões de crédito para agricultura familiar fluminense

Foto: Albino Oliveira/ Ascom MDA

Foto: Albino Oliveira/MDA

Os agricultores familiares fluminenses terão mais oferta de crédito rural para o ano-safra 2015/2016. A previsão é de que 7 mil contratos sejam assinados no estado, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), totalizando R$ 150 milhões. O valor é 10,6% maior do que o acessado na safra passada, que foi de R$ 135,6 milhões.

O lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar para o Rio de Janeiro ocorreu nesta terça-feira (06), no Palácio Tiradentes, na sede da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Na ocasião, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, elencou os dois grandes objetivos do MDA nos próximos anos.

“São dois grandes sentimentos que vão se transformando em compromissos, embora saibamos que não depende apenas de nós. Nossa primeira grande prioridade é garantir o assentamento de todas as famílias acampadas no Brasil. O outro objetivo é promover o desenvolvimento em todos os cantos e recantos da agricultura familiar brasileira”, afirmou.

O ministro disse, ainda, que está visitando os territórios rurais pelo Brasil e que a passagem pelo Rio de Janeiro começa ainda nesta terça-feira, em Paraty. “Estamos trabalhando com muito empenho e dedicação, e o Plano Safra é prova disso. Outra prova é que ficaremos no Rio de Janeiro até a próxima quinta-feira (8). Vamos visitar experiências quilombolas e cooperativistas”, contou.

O Seguro da Agricultura Familiar (Seaf) também teve sua cobertura ampliada no estado. Ao todo, R$ 520 milhões serão segurados durante o período-safra atual. O secretário da Agricultura Familiar (SAF/MDA), Onaur Ruano, lembrou a mudança que vai dar mais segurança para os agricultores familiares. “Tivemos uma mudança importantíssima para esta safra. Deixamos de ter um seguro para o financiamento e passamos a ter um seguro de 80% da renda estimada”, observou.

Além disso, o Plano Safra projeta que os agricultores familiares do estado vendam R$ 1,9 milhão por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e R$ 247,8 milhões pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

O presidente da Comissão da Agricultura da Alerj, deputado João Peixoto, ressaltou a importância dos produtores familiares para o desenvolvimento nacional. “A agricultura familiar vem contribuindo de forma efetiva na economia nacional, ampliando a geração de empregos e produzindo alimentos saudáveis e com valor agregado”, apontou.

Acordo de cooperação

Durante a solenidade de lançamento do Plano Safra no Rio de Janeiro, o ministro Patrus Ananias e a presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Maria Lúcia Falcon, assinaram o Acordo de Cooperação Técnica para Regularização Fundiária da Fazenda Nacional, que engloba nove municípios: Rio de Janeiro, Itaguaí, Seropédica, Paracambi, Japeri, Engenheiro Paulo de Frontim, Mendes, Piraí e Rio Claro). Aproximadamente 800 mil pessoas vivem na região.

João Paulo Biage
Ascom/MDA

Fonte : MDA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *