Queda de temperatura fora de época provoca reação na soja e acende sinal de alerta entre produtores do Sul de MS

As quedas de temperaturas fora de época estão provocando uma reação nas lavouras de soja do Mato Grosso do Sul, ocasionando a chamada "falsa virose da soja". De acordo com Rodrigo Arroyo Garcia, pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste, o fenômeno se dá quando a planta manifesta alguns sintomas, como se estivesse sendo atacada por um vírus, mas é apenas resultado de frentes frias que trouxeram esse distúrbio fisiológico para a planta.

Segundo o pesquisador, a falsa virose acende um alerta de sinal aos produtores do estado, que procuram a Embrapa para saber o que está acontecendo e se a situação deve causar um impacto na produtividade. Ele relata que essa procura está bastante intensa.

No entanto, o histórico da falsa virose indica que a soja deve se recuperar e que isso não deve causar reflexo nas produtividades. Porém, a frente fria mais intensa e tardia trouxe um impacto maior. "Estamos na dúvida se isso vai causar queda de produtividade ou não. A princípio, tem que esperar a planta voltar para o desenvolvimento", diz.

É possível, logo, que haja um atraso vegetativo por parte da planta. As áreas, associadas com uma baixa oferta de chuvas, geram um fechamento mais tardio das lavouras, tornando o crescimento vegetativo um pouco mais atrasado. O ciclo, por sua vez, tem pouca variação e não deve se alterar – deve haver apenas diferença de alguns cultivares, "mas não são mudanças significativas", aponta.

A situação em excesso também é novidade para a pesquisa. A tendência é que o problema continue se manifestando e aumentando nas próximas safras, à medida em que a semeadura está cada vez mais antecipada.

O produtor, por sua vez, deve saber o histórico da sua lavoura e conhecer os problemas da sua área, realizando um acompanhamento constante para saber as reais condições e eliminar outros problemas que também poderiam estar manifestando situações parecidas. "Se o produtor sabe as características da planta, não tem problema", conclui o pesquisador.


Notícias Agricolas

Fonte: Famasul

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.