Protesto ambientalista na China

Centenas de manifestantes fizeram um protesto ontem em Kunming (foto), cidade no sudoeste da China, contra uma refinaria que planeja produzir paraxileno – produto químico usado na fabricação de plástico para garrafas PET. O prefeito de Kunming, Li Wenrong, disse que o governo municipal vai desativar a refinaria se "a maioria dos cidadãos disser não" ao projeto. A cada vez mais rica população urbana chinesa começou nos últimos anos a colocar o meio ambiente entre as suas preocupações e uma das consequências é o aumento das manifestações contra fábricas poluentes. Ontem, o "Diário do Povo", jornal oficial do governo chinês, anunciou que foram abandonados os planos para a construção de uma fábrica de baterias de lítio em Xangai. Em 2011, Dalian, cidade no nordeste do país, cancelou a construção de uma fábrica de paraxileno. Em novembro de 2012, foi a vez de Ningbo, no leste chinês, suspender um projeto petroquímico após dias de protestos nas ruas.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/internacional/3127646/protesto-ambientalista-na-china#ixzz2TYQSz7M2

Fonte: Valor |

Compartilhe!