Proprietária de uma das marcas de arroz mais vendidas no país, Josapar agora investe em linha com soja

Empresa com sede em Pelotas foi criada em 1922 pelo português Joaquim Oliveira Enviar para um amigo

imagem
Sucessor do avô, Augusto comanda os negócios da família Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

Dona da marca Tio João, tradicional arroz produzido em Pelotas, a Josapar agora também aposta suas fichas na soja. Criada pelo português Joaquim Oliveira, em 1922, a graneleira vende produtos a todos os Estados brasileiros e exporta para mais de 40 países, da América do Sul à Ásia.
— Meu avô chegou ao Brasil com uma carta de recomendação para trabalhar em um armazém. Cresceu e comprou o local. Prosperou mais e, quando morreu, 30 anos depois, tinha uma rede de atacados e terras para plantação de arroz e criação de gado — conta o diretor vice-presidente da Josapar, Augusto de Oliveira Júnior.
Foi pouco antes da morte do fundador que a Josapar deu uma guinada. Após uma viagem aos Estados Unidos, a família voltou encantada com o Uncle Ben’s. Decidiu repetir a fórmula no Brasil e criou o arroz Tio João. O nome homenageia um tio, com esse nome, mas a receita é americana. O Tio João virou referência no Estado e se transformou no carro-chefe da empresa, que hoje beneficia mais de 450 mil toneladas por ano. É uma das marcas de arroz mais vendidas no país.
A empresa investe no grão e em suas variações. Criou marcas voltadas a várias culinárias: itaiana, tailandesa, japonesa e indiana. Também mantém no mercado os tipos parboilizado, integral e arbóreo, e a linha Cozinha Fácil, com pratos semiprontos,como o arroz à grega.
Para acompanhar o arroz, o feijão Meu Biju entrou na linha de produção em cinco variedades: preto, carioca, vermelho, branco e rajado. Atualmente, a Josapar tem 1,1 mil funcionários, espalhados por Pelotas, Itaqui, Recife (PE) e Campo Largo (PR).
Com bons resultados garantidos no feijão com arroz, a empresa agora se aventura no beneficiamento da soja. O objetivo é crescer 10% em relação ao faturamento de R$ 1,18 bilhão do ano passado.
— Notamos uma carência no mercado para atender pessoas que apresentam intolerância à lactose. Assim, desenvolvemos produtos com soja — explica Oliveira.
Surgiram os produtos SupraSoy, Soy+ e Soy Plus. São alimentos à base de proteína de soja, enriquecida com vitaminas e minerais, que oferecem uma alternativa para pessoas que não podem consumir o leite tradicional. Também são produzidos sucos.
A partir do crescimento da área voltada à soja, a Josapar pretende ampliar o campo de atuação. Com base em pesquisas com os clientes, estuda criar novos produtos. Uma área foi adquirida em São Paulo para instalar uma unidade de processamento.
— Creio que a partir do momento em que entrarmos em um mercado como o paulista, teremos capacidade para expandir a marca — avalia o vice-presidente Augusto de Oliveira.
Do supermercado à cozinha dos clientes
Além de desenvolver novidades na linha de produção, a empresa alimenta a proximidade com o público. Uma das iniciativas é a troca de receitas via site. São compartilhadas dicas de acompanhamento, entrada, prato principal e sobremesa, usando produtos do cardápio da Josapar, todos com arroz, feijão e soja. Há pratos com vários níveis de dificuldade, desde receitas mais simples, como caldinho de feijão preto, até um risoto de morango, que é o destaque entre as sobremesas. Parte das receitasé sugerida pelos próprios consumidores, e publicada no site.
— Fazemos pesquisas constantes de satisfação, sugestões e críticas. A interação é muito importante — afirma Oliveira.
Perfil
Fundação: 1922
Localização: Porto Alegre
Unidades: Pelotas, Itaqui, Recife (PE) e Campo Largo (PR)
Número de funcionários: 1,1 mil
Descrição: fabrica derivados de grãos como arroz, feijão e soja
Principais produtos: arroz Tio João, feijão Meu Biju e produtos Soy
Faturamento no ano anterior:
R$ 1,18 bilhão
Faturamento previsto para 2013: R$ 1,29 bilhão
Exportações: mais de 40 países, da América do Sul ao Oriente Médio
Principais destinos: São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul

Fonte: Planeta Arroz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *