Produtores de MG estão surpresos com a produtividade do girassol

A colheita do girassol está bem adiantada no estado.
Produtores plantaram mais motivados pelo preço.

Do Globo Rural

A colheita do girassol nos 65 hectares da Fazenda Folhados em Patrocínio, no Alto Paranaíba, está rendendo bem acima do esperado.

De acordo com o gerente da fazenda, Renato Borges de Ávila, esse foi o primeiro ano que eles decidiram cultivar girassol e a produtividade surpreendeu.

A colheita do Girassol, em Minas Gerais, vai até o final de setembro. A produtividade média de 35 sacos por hectare é 75% maior que a média do estado, que segundo a Companhia Nacional de Abastecimento, a Conab, é de 20 sacas por hectare.

Segundo o agrônomo Fabrício Andrade vários fatores contribuíram para esse resultado. "Principalmente pela época do plantio, a gente entrou no final de abril, início de maio, e teve chuva suficiente para germinar no período vegetativo. Já no período de floração, não ocorreu chuva e além disso, a altitude da região privilegia a produtividade", diz.

De acordo com a Conab, a cultura ocupou nesta safra uma área 155% maior do que na safra passada. A produção também aumentou, passou de seis mil toneladas para 13 mil toneladas, aumento de 118%.

A explicação para esse aumento expressivo é o bom preço do grão no mercado, que incentivou o plantio em novas áreas.

O agricultor Guilherme Queiroz, também de Patrocínio, apostou na cultura como opção de plantio na safrinha e fez um contrato com uma indústria para a produção de óleo para alimentação do estado de Goiás e garantiu um bom preço. “O custo dessa lavoura é de R$ 500. O contrato foi feito a R$ 53,80, livre, que vai me dar uma sobra em torno de R$ 1 mil por hectare", conta.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *