Produtores de Mato Grosso investem na venda antecipada da soja

 

Quase metade de toda soja que deve ser colhida no estado já foi negociada.
Em 2014, apenas 16% da produção tinha sido vendida nesta mesma época.

Áreas de pasto que viram lavoura. Investimentos para aumentar a produtividade. Tudo isso contribui para que o Mato Grosso seja o maior produtor de soja do país e nessa safra não será diferente.

O nascimento dos primeiros pés de soja atrai a atenção do agricultor Carlos Schneider, mas o foco ainda é o plantio da lavoura. Serão 430 hectares ao todo na fazenda em Jaciara, no sudeste de Mato Grosso, que este ano ganhou reforço na adubação. “A gente dobrou a adubação com o fósforo para aumentar a produtividade e também as variedades, plantando variedades mais precoces e outras variedades que a gente viu que se notabilizaram na região”, explica.

A grande oferta de soja no mundo derrubou os preços no mercado internacional este ano. Já no Brasil as cotações estão melhores, mas só por causa do câmbio. “Os preços que estão sendo negociados para a próxima safra ficam acima de R$ 60. O que é um preço bem significativo perante os preços que a gente estava vendo no ano passado, que giravam em torno de R$ 40 a R$ 45. São preços bem mais remuneradores do que o do ano passado”, explica o gestor técnico do IMEA Ângelo Ozelame.

Isso impulsionou as vendas antecipadas. Quase metade (47,9%) de toda soja que deve ser colhida no estado já foi negociada. Cenário histórico. No ano passado, apenas 16% da produção tinha sido vendida nesta mesma época.
As dúvidas com o futuro do mercado não devem impedir uma nova expansão da soja em Mato Grosso. As lavouras podem ocupar uma área perto de 9,2 milhões de hectares, segundo a Conab. Avanço de quase 3% em relação à última safra.

Na fazenda da família Krohling, em Diamantino, o plantio só começou esta semana. As máquinas vão trabalhar mais nesta safra. Tem área de pasto virando lavoura. “A gente tá apostando na soja. Então cada vez a gente quer produzir mais. Então esse ano 130 hectares aproximadamente, e ano que vem, de repente 150 a 200 hectares”, diz o agricultor Flávio Krohling.

A produção de soja em Mato Grosso pode passar de 29 milhões de toneladas nesta safra. Um novo recorde.

Luiz PatroniDo Globo Rural

Fonte : Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *