Produtor de cebola quer renegociação

Deputados da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa devem se reunir na próxima semana com representantes do Banco do Brasil (BB) e Banrisul para tentar renegociação dos custeios de produtores de cebola que tiveram a plantação atingida pela chuva nos meses de outubro e novembro. Ontem, uma comitiva de agricultores do município de Tavares entregou aos deputados Edson Brum, Ernani Polo e Zilá Breitenbach ofício reivindicando ajuda para a questão. Eles pedem a prorrogação dos custeios de 2013 em 20 parcelas com vencimentos anuais. ‘O endividamento somado aos prejuízos agrava ainda mais a situação e não permite o escoamento do produto, o que engessa a atividade dos produtores’, disse Polo.

Com os canteiros danificados pelo excesso de chuva, os agricultores de Tavares colheram bulbos de menor qualidade, o que resulta em baixo preço. O valor do quilo da qualidade caixa 3, geralmente de R$ 0,60, está em R$ 0,30. Segundo o chefe do escritório municipal da Emater, agrônomo Edmundo Oderich, 50% da área já foi colhida, e a estimativa é de perda de 65% na rentabilidade da atividade na localidade. No encontro, também foi debatida a concorrência do produto importado, que entra no país com mais competitividade que o nacional.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *