Problema cultural | OLHAR DO CAMPO | IRINEU GUARNIER FILHO

O secretário de Agricultura, Luiz Fernando Mainardi, já disse que o Estado não pode enfrentar o drama da seca sem a colaboração dos agricultores. Para Mainardi, a falta de investimento privado em irrigação é, principalmente, um problema cultural. O Estado, revela, construiu 1,2 mil açudes. Mas o que é isso em um universo de mais de 400 mil propriedades? Quase nada, reconhece.
O secretário tem razão. Todos os anos, pequenos, médios e grandes produtores trocam tratores e colheitadeiras por modelos novos. Quantos adiariam a substituição de uma máquina para adquirir equipamentos de irrigação, que poderiam salvar a lavoura em um verão com La Niña?
Com pouca chuva, uma lavoura de milho – sem irrigação – produz 50 sacos. Com irrigação, produziria 150. Com esses cem sacos a mais, calcula o secretário, em alguns anos o kit de irrigação estaria pago.
Mas, falta-nos uma “cultura de irrigação”. Ainda acreditamos que é possível fazer agricultura profissional contando com a boa vontade de São Pedro.

Fonte: ZH | OLHAR DO CAMPO | IRINEU GUARNIER FILHO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.