Primavera terá calor e chuva irregular no Sudeste

A água vem, mas a distribuição não será boa

Campo

No Sudeste do Brasil, a primavera vai registrar chuva acima da média no oeste e sul de São Paulo, mas a distribuição dessas pancadas será irregular, com meses mais chuvosos alternados com meses mais secos. No Rio de Janeiro, Espírito Santo e boa parte de Minas Gerais, a chuva ficará dentro da média, mas também com distribuição geográfica irregular, em dias alternados. Enquanto isso, no norte de Minas Gerais choverá menos que o normal.

A chuva irregular trará calor excessivo entre outubro e novembro. Aliás os primeiros dias da primavera já mostraram bem isso. Em São Paulo tivemos a segunda temperatura mais alta do ano nesta semana com 33,8 graus. A temperatura da primavera ficará mais elevada que o normal nos quatro estados do Sudeste.

“A primeira grande chuva do período úmido não demorou para acontecer e já tivemos alguns episódios em setembro. O problema é que depois dela, outubro e novembro serão caracterizados pelo aparecimento de períodos de tempo seco e calor excessivo” – avisa Celso Oliveira, meteorologista da Somar. Por enquanto, previsão e realidade vem caminhando juntas. A chuva retornou em setembro, até mais adiantada e intensa que o esperado mas isto não implica em regularização.

Apesar da previsão das simulações meteorológicas indicarem chuva acima da média para o Espírito Santo em outubro, a precipitação não será regular. O mesmo vale para São Paulo e Rio de Janeiro, onde se trabalha com a hipótese de acumulado dentro da média e Minas Gerais, onde choverá menos que o normal.

A melhor precipitação é esperada para um curto período de tempo vai acontecer entre os dias 11 e 20 de outubro. O calor será intenso na segunda metade de outubro, enquanto que na primeira metade do mês, a temperatura não será tão elevada, especialmente nas capitais e litoral.

Em novembro, todas as simulações trabalham com chuva acima da média em São Paulo e abaixo da média em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo com a maior parte da precipitação acontecendo na segunda metade do mês nos quatro estados da região. O calor torna-se mais persistente com temperatura acima da média nos quatro estados.

O mesmo padrão de distribuição de chuva é esperado para dezembro com chuva acima da média em São Paulo e abaixo da média em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo. A temperatura, no entanto, será mais elevada que o normal somente em Minas Gerais.

Pryscilla Paiva, editora de Tempo do Canal Rural

Redação – Canal Rural

Fonte : Canal Rural