PREVISÃO – Milho: Paraná terá queda de 2% na segunda safra, estima Deral

Cenário é decorrente do atraso registrado na colheita da soja, especialmente no oeste do estado, afirma analista

Lavoura de milho

Foto: Alzir Pimentel/arquivo pessoal

O Paraná deverá colher 12,3 milhões de toneladas na segunda da safra de milho da temporada 2019/2020. O número representa uma queda de 7% em relação ao volume colhido na “safrinha” do ano anterior, de 13,3 milhões de toneladas. As informações foram atualizadas nesta quinta-feira, 30, pelo Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (Seab).

O analista de milho do Deral, Edmar Gervásio, afirma que esse cenário é decorrente do atraso registrado na colheita da soja, especialmente no oeste do estado. “Consequentemente, temos um plantio da safrinha de milho atrasado também; deveríamos ter um volume mais significativo cultivado”, diz.

  • Até o momento, os produtores paranaenses cultivaram 4% da área de milho projetada para esta safra. No mesmo período do ano passado, o índice de semeadura do cereal era de 30%.

    A projeção indica ainda uma queda de 4% na área plantada com milho na segunda safra, para 2,15 milhões de hectares. Na temporada 2018/2019, a área plantada com o grão no estado foi de 2,23 milhões de hectares.

    “Esses são números iniciais. Ainda podemos ter novos ajustes na área plantada com o milho safrinha”, destaca o analista.

    Já em relação à produtividade, a expectativa é de rendimento médio de 5.733 quilos por hectare.

    Condições das lavouras

    Do percentual semeado até o momento, 99% das lavouras apresentam boas condições e 1% estão em condições medianas. Do total, 71% das plantações estão em fase de germinação e 29% em desenvolvimento vegetativo.

    No caso da safra verão, 2% da área plantada foi colhida até o momento. A primeira safra está projetada em 3,2 milhões de toneladas.

    Por Fernanda Custódio, de São Paulo

    Fonte : Canal Rural

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *