Previsão de safra menor na América do Sul

A "Oil World" voltou a reduzir sua estimativa para as produções de soja no Brasil e no Paraguai nesta safra 2011/12 em ração da estiagem provocada pelo fenômeno La Niña no sul da América do Sul. Em contrapartida, a respeitada publicação alemã ajustou para cima sua previsão para a colheita na Argentina, por conta de chuvas recentes no país.

No caso do Brasil, a projeção da "Oil World" caiu para 69,5 milhões de toneladas, ante as 70 milhões estimadas em 31 de janeiro e as 75,3 milhões do ciclo anterior (2010/11). A colheita para o Paraguai, por sua vez, diminui para 4,6 milhões de toneladas, 23,3% menos que o projetado no fim de janeiro (6 milhões) e 80,4% abaixo do volume do ciclo anterior (8,3 milhões de toneladas).

Para a Argentina, a publicação elevou sua estimativa para 47 milhões de toneladas, ante as 46,5 milhões estimadas em 31 de janeiro e as 49,2 milhões de 2010/11. Essa correção já era esperada e poderá haver outras, uma vez que as estimativas que circulam no próprio país são mais próximas de 50 milhões.

Nesse contexto, a "Oil World" espera uma demanda maior por soja americana. Coincidentemente, um acidente envolvendo um navio no porto de Santos poderá confirmá-la no curtíssimo prazo. Ao colidir com dois dos quatro carregadores do Terminal de Grãos do Guarujá (TGG), responsável por metade dos embarques de soja por Santos, o graneleiro Milagro, de bandeira maltesa, provocou a paralisação das operações, que não têm data definida para voltarem ao normal.

Fonte:  Valor | Por Reuters, de Hamburgo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.