Presidente da CNA participa de lançamento de programa para agricultura irrigada no Nordeste

Brasília (29/04/2020) – O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, participou do lançamento do Programa de Fomento à Agricultura Irrigada no Nordeste (Profinor), na quinta (29).

A cerimônia virtual contou com a presença da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, do presidente do Banco do Nordeste (BNB), Romildo Rolim, e do secretário-executivo adjunto do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Daniel Ferreira, além de representantes dos dois órgãos.

Os objetivos do Profinor são promover o desenvolvimento sustentável da região Nordeste, do norte de Minas Gerais e do norte do Espírito Santo; aumentar a produção de alimentos; implementar ações estruturadas para assistência técnica e extensão rural; melhorar a eficiência dos sistemas de análise dos pedidos de outorga de uso dos recursos hídricos e a regularização fundiária, entre outros.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) será o responsável pela Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) nos territórios do programa AgroNordeste e, em parceria com a Emater, nos demais municípios.

João Martins ressaltou que os grandes problemas para a expansão da agricultura irrigada na região são a necessidade de regulamentação, maior agilidade nos pedidos de outorga, licenciamento e energia.

Segundo o presidente da CNA, somente a Bahia – que ocupa a quinta posição entre os estados com maior área irrigada e tem, aproximadamente, 500 mil hectares irrigados – poderia incluir mais um milhão de hectares nessa estatística.

Para ele, uma das medidas mais urgentes é a transposição do eixo sul do rio São Francisco, que abasteceria o rio Jacuípe e permitiria a implantação da agricultura irrigada na região mais seca da Bahia, no Vale do Itapicuru.

“Esse projeto vem como uma luva para o Nordeste. Temos muita potencialidade, terras muito boas e condições de triplicar a área irrigada na região. Só a Bahia e o Maranhão, juntos, têm potencialidade para colocar dois milhões de hectares no processo de irrigação”, afirmou.

Seca – Tereza Cristina destacou que a agricultura irrigada é fundamental para o Nordeste, que tem um enorme potencial agropecuário limitado pelas dificuldades hídricas. O problema também atinge o norte de Minas Gerais e do Espírito Santo e prejudica, principalmente, os pequenos e médios produtores rurais.

Conforme ela, a partir de uma linha de crédito do BNB, os produtores terão acesso facilitado a recursos para implantação ou expansão dos projetos de irrigação e drenagem. Eles também poderão utilizar o financiamento para a assistência técnica, de forma que os projetos sejam economicamente viáveis e ambientalmente sustentáveis.

De acordo com a ministra, enquanto a relação média mundial entre área irrigada e agricultura de sequeiro é de 20%, no Brasil esse índice é de apenas 10%, com, aproximadamente, oito milhões de hectares. Estudo do MDR em parceria com a Esalq/USP apontou a existência de uma área potencial de 55 milhões de hectares para implantação de irrigação, ocupados atualmente pela cultura de sequeiro ou pastagens.

“Queremos levar a todo Nordeste a experiência da região de Juazeiro e Petrolina, exemplo dos benefícios e da prosperidade que podem ser trazidos pela agricultura irrigada. Assim, conciliaremos aumento de produtividade, diversificação da produção e incrementos na renda e na qualidade de vida do agricultor, além de benefícios para o nosso meio ambiente”, disse Tereza Cristina.

Entre as metas do Profinor estão o financiamento de R$ 900 milhões para irrigação, regularização fundiária de 150 mil propriedades, incremento de 80 mil hectares irrigados no período 2021-2024 e reconversão de oito mil hectares.

O presidente do BNB reforçou que o Nordeste tem grandes celeiros de produção e polos de desenvolvimento voltados para a agricultura que precisam de dinamicidade. Na visão de Rolim, o programa poderá aumentar a produtividade agrícola, a diversidade e a oferta de alimentos e de empregos na região, além de melhorar a renda e a qualidade de vida dos nordestinos.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte : CNA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *