Presidente da CNA defende ampliação de mercados para produtos agropecuários brasileiros

Ampliar o mercado internacional para produtos agropecuários brasileiros e implantar um novo programa de defesa agropecuária para o país são as prioridades do setor neste momento. A afirmação foi da presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, que recebeu o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade, na sede da entidade, em Brasília, acompanhado de vários secretários do ministério.

Antes da reunião de trabalho, a senadora e o presidente do Instituto CNA, Moisés Gomes, levaram o ministro e sua equipe para conhecer como funciona a operação da Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA), projeto que está sendo executado em parceria com o próprio MAPA.

Na chamada “sala de situação”, onde estão os equipamentos que dão suporte técnico ao sistema, o ministro pôde constatar que a PGA unifica as informações sobre toda a cadeia produtiva da agropecuária, dando transparência e credibilidade ao modelo brasileiro de controle sanitário.

Durante o encontro, o ministro recebeu a proposta da CNA para a elaboração de um novo plano de defesa agropecuária, questão que, na avaliação da senadora, é estratégica para o fortalecimento do setor produtivo rural.

No entender do ministro Antônio Andrade, a defesa agropecuária é fundamental para o desenvolvimento do setor. “A CNA tem nos ajudado muito a encontrar modelos eficientes a serem colocados em prática pelo Governo. Vamos trabalhar a quatro mãos com o objetivo de fortalecer a defesa agropecuária, incluindo a busca por mais recursos financeiros dentro do Orçamento da União”, assinalou.

O novo modelo de controle sanitário, fruto da parceria entre o MAPA e a CNA, deverá ter a adesão dos 27 estados da Federação. Isto vai permitir o controle da movimentação de todo o rebanho bovino brasileiro e das medidas sanitárias, como a vacinação contra a febre aftosa.
A PGA está cadastrando todo o rebanho bovino brasileiro em cada propriedade rural do país.  Os estados também já estão fazendo a transferência dos dados referentes a outros setores da agropecuária, como é o caso do plantel de aves.

Para Antônio Andrade, a PGA representa “um avanço muito grande no sistema de controle fitossanitário e nós vamos executá-lo junto com a CNA, eliminando eventuais gargalos”.

Novos mercados – A presidente da CNA acredita que, depois de superadas as questões relativas à insegurança jurídica no campo, decorrente das sucessivas invasões de terras produtivas, o momento é de ampliar ainda mais as exportações brasileiras de produtos do agronegócio.

“Temos que buscar novos acordos comerciais com mercados importantes como China e União Europeia (UE), para garantir ao país a liderança mundial na exportação de alimentos”, defendeu Kátia Abreu.

Segundo o ministro Antônio Andrade, “governo e produtores rurais precisam caminhar juntos, em sintonia fina”. Ele destacou a CNA como “grande parceira e aglutinadora das propostas destinadas à melhoria e o fortalecimento do agronegócio”.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109 1411/1419
www.canaldoprodutor.com.br

Fonte:  CNA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *