Prazo para pagar Contribuição Sindical Rural termina em 22 de maio

Os produtores rurais pessoas físicas têm aproximadamente um mês para pagar a Contribuição Sindical Rural do exercício de 2014. O prazo termina no dia 22 de maio e os recursos arrecadados são aplicados, pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), na defesa dos interesses do setor agropecuário. A contribuição é obrigatória e está prevista em Lei desde 1971. Os produtores rurais, pessoa jurídica, possuem outro calendário de pagamento, com vencimento anual em 31 de janeiro.

As guias para o pagamento foram emitidas pela CNA com base nas informações prestadas pelos contribuintes na Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR), repassadas à entidade pela Secretaria da Receita Federal. Os documentos foram enviados pela mala postal dos correios, mas em caso de extravio ou de não recebimento, o contribuinte poderá obter a guia de pagamento por meio da internet, acessando o Canal do Produtor no endereço www.canaldoprodutor.com.br .  Aqueles que tiverem dificuldade para acessar a internet poderão solicitar a emissão da segunda via junto às Federações de Agricultura e Pecuária dos Estados. Isso poderá ser feito em até cinco dias antes da data do vencimento.

A CNA está permanentemente atenta às demandas e necessidades do produtor. Para a safra 2013/2014, conseguiu, por exemplo, aumentar em 75% os recursos para o seguro agrícola. Com a Contribuição Sindical Rural, a CNA cumpre suas metas estratégicas e executa diversos projetos e programas de interesse do produtor rural. O novo CNA card, o cartão do produtor, oferece descontos e facilidades na aquisição de insumos e máquinas agrícolas, além de convênios com farmácias e hotéis, entre outras facilidades.

Entre as iniciativas mais relevantes está a Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA), projeto executado em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Esta plataforma tem importância decisiva para o produtor rural brasileiro ao permitir a criação de uma base de dados única, contendo todas as informações sobre o perfil da pecuária brasileira.

Empenhada no sucesso do agronegócio, a entidade dedicou-se também ao projeto de internacionalização em busca de novos mercados para a produção brasileira. No ano passado, a CNA abriu um novo escritório de representação em Bruxelas, na Bélgica, para acompanhar as discussões sobre os temas de interesse dos produtores rurais brasileiros na União Europeia (UE).

Há que se destacar, ainda, que a CNA obteve as condições e técnicas e financeiras para liderar, por exemplo, a aprovação da Medida Provisória (MP) 595, a nova Lei dos Portos, que está atraindo um grande volume de investimento privado na ampliação da infraestrutura portuária do país.


Fonte: CNA

Fonte: Famasul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *