Por frango, país questionará Indonésia

O Brasil ampliou para quatro os questionamentos contra barreiras às exportações de carnes que fará no Comitê de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias (SPS, na sigla em inglês) da Organização Mundial do Comércio (OMC) hoje e amanhã.

A delegação brasileira vai questionar também a Indonésia por barreiras contra a entrada do frango brasileiro. O setor privado quer inclusive que o governo vá além e acione os mecanismos de disputa da OMC contra os indonésios, mas uma decisão ainda não foi tomada pelo Itamaraty.

Em entrevista ao Valor, em abril passado, Ricardo Santin, diretor de mercados da União Brasileira de Avicultura (Ubabef), disse que o Brasil já atendeu os requisitos para exportar frango à Indonésia, mas o país asiático não dá o sinal verde ao produto brasileiro e as negociações já duram seis anos.

Conforme informou o Valor na segunda-feira, o Brasil também vai questionar a China, o Japão e a África do Sul, por causa da interdição da entrada de carne bovina brasileira nesses mercados. O argumento para o embargo é o caso não clássico da doença da "vaca louca" detectado no Paraná em 2010 e divulgado no ano passado.

No começo deste ano, o Brasil conseguiu manter o status de "país de risco insignificante" para a doença da "vaca louca", dado pelo comitê científico da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE, na sigla em inglês). Além disso, o comitê também afirmou que a identificação do caso único de doença da vaca louca não colocava em risco a saúde animal ou dos consumidores dos parceiros do Brasil, especialmente porque o animal no Paraná foi abatido e nenhuma parte dele entrou na cadeia alimentar. Ainda assim, o embargo continua.

© 2000 – 2013. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3305892/por-frango-pais-questionara-indonesia#ixzz2ht5ummCB

Fonte: Valor | Por Assis Moreira | De Genebra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *