Por conta da alta procura de empresários, programa de microcrédito pode ser ampliado em Erechim

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Erechim, Ernani Mello e o gerente geral da Sicredi Uniestados, Franciano Tacca, estiveram reunidos para a avaliação dos primeiros sete dias da implantação do Programa Credi+. A iniciativa é voltada à liberação de linhas de crédito para microempreendedores individuais (MEI), microempresas, empresas de pequeno porte e profissionais autônomos, devidamente regularizados.

De acordo Ernani, nestes primeiros dias já foram mais de R$ 2,5 milhões disponibilizados em operações de crédito para empreendedores que foram impactados pela crise econômica provocada pela pandemia da Covid-19.

"É extremamente gratificante poder ajudar esses empreendedores através desse convênio tão importante para a economia local. Por isso, estamos avaliando a possibilidade de ampliar o convênio, que hoje está em R$ 5 milhões, com um aditivo de R$ 2,5 milhões, o que resultaria em um total de R$ 7,5 milhões em linhas de crédi tos com juros de 50% subsidiados pela prefeitura para as empresas da nossa cidade", declara Ernani Mello.

O Credi+ disponibiliza linhas de crédito e prestação de serviços financeiros, com subsídio de 50% de juros, custeados pelo município. Os valores podem variar de R$ 15 mil até R$ 30 mil, de acordo com o tipo de empresa.

O prazo máximo para operação é de 48 meses, com carência de 6 meses. O projeto tem convênio de cooperação com a Cooperativa Sicredi Uniesta-dos. O programa está amparado em uma lei que autoriza o município a realizar convênio com instituições financeiras para fomentar créditos aos empreendedores.

Fonte: Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *