- Ricardo Alfonsin Advogados - https://alfonsin.com.br -

POLÍTICA – Ministério da Agricultura define novos critérios para avaliar adidos agrícolas no exterior

Entre as medidas, há sistema de notas de 1 a 5 levando em consideração o plano de trabalho e os relatórios de atividade da missão

O Ministério da Agricultura publicou nesta terça-feira (21/1) no Diário Oficial da União novos critérios e procedimentos para a avaliação de adidos agrícolas brasileiros no exterior. De acordo com a portaria, a avaliação irá “subsidiar a política de gestão e as decisões sobre manutenção e prorrogação das missões de assessoramento em assuntos agrícola junto a representações diplomáticas brasileiras”.

Segundo o texto, as avaliações serão realizadas semestralmente e ficarão a cargo de quatro unidades da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério (SCRI). Caso haja mudanças no comando dos departamentos responsáveis, a nova norma prevê que a avaliação seja feita pelo titular que tenha exercido a chefia por mais tempo durante o período a ser analisado, que será de seis meses.

Entre os fatores a serem avaliados, estão o conhecimento de métodos e técnicas necessários para a atividade do adido, produtividade no trabalho, cumprimento das instruções determinadas pela SCRI, trabalho em equipe, conduta e autodesenvolvimento.

Cada fator receberá uma nota de 1 a 5, convertidas em percentual sobre a nota máxima possível. Para isso, serão levados em consideração o plano de trabalho entregue por esses adidos no início de sua missão e seus respectivos relatórios de atividade. De acordo com a portaria, a não entrega desses documentos poderá acarretar no encerramento da missão

Caso o algum adido agrícola discorde da avaliação realizada pelos departamentos da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais, poderá recorrer no prazo de até 10 dias. A revisão ficará sob responsabilidade do próprio secretário da SCRI.

CLEYTON VILARINO

Fonte : Globo Rural

Compartilhe!