POLÍTICA – Ministra deve voltar à Câmara para votação da Reforma da Previdência

Exoneração temporária servirá para reforçar a base do governo na discussão da proposta, que começa nesta terça-feira, no Plenário da Câmara

Tereza Cristina (Foto: Antonio Araujo/Mapa)

Ministra da Agricultura deve ter exoneração pulblicada assim que voltar de viagem ao Paraguai (Foto: Antonio Araujo/Mapa)

Com mandato de deputada federal, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, deve ser exonerada de forma temporária para reforçar a base do governo na votação da Reforma da Previdência. O texto, já aprovado em Comissão Especial, começa a ser discutido nesta terça-feira (9/7), na Câmara dos Deputados.

Os ministros Marcelo Álvaro Antônio (Turismo) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil), também parlamentares, tiveram a exoneração publicada nesta terça-feira no Diário Oficial da União. A assessoria do Ministério da Agricultura informou que a da ministra também está prevista e deve ser publicada assim que ela retornar de viagem oficial ao Paraguai

Nesta terça-feira, Tereza Cristina se reúne com autoridades paraguaias para discutir questões sanitárias e segurança nas fronteiras. Estão previstos encontros com o ministro paraguaio da Agricultura, Denis Lichi, e com o próprio presidente do país, Mario Abdo Benitez.

Em comunicado oficial, o Ministério da Agricultura informou que a infraestrutura também está na pauta. Tereza Cristina deve discutir com as autoridades paraguaias a construção de uma ponte entre Porto Murtinho (MS) e Carmelo Peral, no Paraguai. A obra deve integrar a Rota Bioceânica, ligando os oceanos Atlântico e Pacífico.

POR REDAÇÃO GLOBO RURAL

Fonte : GLOBO RURAL