Polícia Federal faz operação contra irregularidades em títulos de terras

Sede do Incra em Cuiabá (MT) é um dos alvos da investigação

agricultura_terra (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)
Segundo a Polícia Federal, criminosos negociavam terras da União com base em documentos falsos (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)

A Polícia Federal realiza nesta quarta-feira (18/12) a Operação Geia, contra fraudes em títulos de terras do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Estão sendo cumpridos 10 mandados de busca e apreensão em Cuiabá (MT), Rodonópolis (MT), Pontes e Lacerta (MT) e Rolim de Moura (RO).

De acordo com o informado pela corporação, a própria sede do Incra em Cuiabá é alvo da investigação. “A falsificação de títulos do INCRA ocorria para obtenção de registro de imóveis de terras arrecadadas pela União”, informou a PF.

Os crimes investigados são falsidade documental, estelionato, associação criminosa, oferta de terras irregulares como compensação de áreas perante a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e apropriação de terras públicas.

Segundo os agentes, os responsáveis pelas fraudes negociavam terras de propriedade da União usando documentos falsos como referência e agenciavam compradores. Foi identificada também a ação de grileiros, que estariam incentivando as invasões e estimulando os invasores a se apossarem de terras.

A organização conta, de acordo com a Polícia Federal, com assessores técnicos e advogados para orientar a parte jurídica. E “laranjas” emprestavam nomes para aparecerem como proprietários de terras.

Fonte: Globo Rural Por Redação Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *