Polícia Federal desarticula rede de contrabando de agrotóxicos no Rio Grande do Sul

O órgão informou que entre os investigados há grandes produtores rurais

Polícia Federal desarticula rede de contrabando de agrotóxicos no Rio Grande do Sul Polícia Federal/Divulgação

Apreensões somam 1,5 tonelada de produtos contrabandeados Foto: Polícia Federal / Divulgação

A Polícia Federal (PF) deflagrou no início da manhã desta terça-feira a Operação Ceifa, em cinco municípios do Rio Grande do Sul. O objetivo é desarticular uma rede de contrabando de agrotóxicos oriundos do Uruguai. Os mandados de prisão preventiva, condução coercitiva e mandados de busca e apreensão foi efetuada em Guaíba, Santa Cruz do Sul, Morrinhos do Sul, Bagé e Jaguarão.

Desde o início da investigação, em fevereiro deste ano, até a última sexta-feira, 13, seis pessoas foram presas em flagrante e mais de 1,5 tonelada de defensivos agrícolas foi apreendida. A PF informou que entre os investigados há grandes produtores rurais.

A Operação Ceifa identificou que os produtos trazidos do Uruguai eram armazenados inicialmente em Jaguarão e, posteriormente, distribuídos a agricultores de diversas regiões do Estado. Havia também um centro de distribuição localizado em Guaíba, em uma propriedade rural voltada à produção de arroz.

Os produtos agrotóxicos irregularmente importados não são submetidos aos critérios de avaliação dos órgãos federais brasileiros quanto ao seu grau de toxicidade e controle de qualidade sobre as embalagens, podendo causar sérios danos à saúde. Este ano, a PF apreendeu cerca de 6,6 toneladas de defensivos agrícolas no Rio Grande do Sul, número que supera as apreensões de 2012, que totalizaram 4,2 toneladas. Para se ter uma ideia da concentração desses produtos, 10 quilos do agrotóxico ilegal Herbex, frequentemente apreendido no estado, pode ser utilizado em uma área correspondente a 3 mil campos de futebol.

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *