Pão de Açúcar investe em sustentabilidade

Grupo lança Protocolo de Boas Práticas Agrícolas e premia fornecedores que respeitam o meio-ambiente

por Luciana Franco

Divulgação/Pão de Açúcar

Divulgação/Pão de Açúcar

O Grupo Pão de Açúcar realiza hoje a segunda premiação concedida aos melhores produtores de frutas, legumes e verduras (FLV) da companhia pelas boas práticasverificadas na cadeia produtiva. O evento, que contou com a presença de 200 fornecedores, marcou também o lançamento do Protocolo de Sustentabilidade para os fornecedores da empresa. “Este protocolo é mais uma etapa no processo de adoção de práticas agrícolas, que foi iniciado pelo Grupo em meados de 2008”, diz Leornardo Miyao, diretor comercial do Departamento de Frutas, Verduras e Legumes do Grupo Pão de Açúcar.
Os temas sustentabilidade e responsabilidade social são de grande importância para os clientes do varejo. Segundo um estudo da Landor Associated, 75% dos consumidoresacreditam que esses temas sejam importantes e 55% disseram que optariam por produtos que apoiassem essas questões. Dentro dessa perspectiva e como continuação do programa “Qualidade Desde a origem”, lançado há alguns anos, o Grupo criou o Protocolo de Sustentabilidade dos Fornecedores de Frutas, Legumes e Verduras.
A iniciativa começou com a elaboração de um questionário sobre práticas sustentáveis no campo, que contemplava identificar a maneira como o agricultor trata a água, descarta residuos, utiliza mecanização e emprega funcionários. A resposta era voluntária e o retorno, segundo Miyao, foi surpreendente. “Percebemos que 70% dos nossos fornecedores ativos, que somam 400 pessoas, adotavam práticas agrícolas sustentáveis”, diz Miyao.
Agora, com o protocolo de sustentabilidade, o desafio do Pão de Açucar é verificar de maneira segura e confiável, a atuação de todos os fornecedores. Nos últimos anos, o Grupo Pão de Açúcar investiu cerca de R$ 6 milhões no aperfeiçoamento e desenvolvimento dos produtos de FLV seja nas lojas ou com os fornecedores. E o retorno é cada vez melhor. “As vendas de frutas, legumes e verduras cresceram em 2011 acima da média de toda a empresa. Para 2012, a expectativa continua alta. Esperamos finalizar o ano com crescimento perto de 10%”, aposta Miyao.

Fonte: Globo Rural |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *