PMDB ameaça tirar cargos de petistas na Agricultura

Fonte:  FOLHA DE S. PAULO – SP | SILVIO NAVARRO | DE SÃO PAULO

PT ocupa 13 postos de chefia na Ceagesp, empresa controlada pelo ministério

Peemedebistas veem "fogo amigo" contra ministro Wagner Rossi e decidem retaliar; PT nega crise com aliado

Em meio à crise envolvendo ministérios do PMDB, integrantes do diretório paulista do partido abriram uma disputa para tentar tirar do PT o controle da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), entidade vinculada ao Ministério da Agricultura.

Pelo menos 13 indicados para cargos de chefia na Ceagesp, o maior entreposto de distribuição de alimentos da América Latina, são ligados ao PT, entre eles o diretor-presidente, Mário Maurici.

Maurici é ex-prefeito de Franco da Rocha (Grande SP) e ex-secretário do prefeito Celso Daniel (morto em 2002) em Santo André.

É ligado ao ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência), assim como o responsável pelo departamento financeiro, Delcimar Pires Martins, ex-assessor especial da Presidência no governo Lula.

Nos bastidores, os peemedebistas ameaçam retaliar um eventual "fogo amigo" de petistas contra o ministro Wagner Rossi em Brasília. O presidente do PMDB paulista é o deputado estadual Baleia Rossi, filho do ministro.

Uma das irregularidades que atingiram a pasta da Agricultura é a de ter transformado a CONAB (COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO) num cabide de empregos para acomodar familiares de políticos do PMDB.

Hoje ministro, Rossi dirigiu a CONAB de junho de 2007 até março de 2010.

LISTA

Na lista dos petistas na Ceagesp predominam ex-integrantes de prefeituras no ABC paulista.

Consta o nome de Edison Inácio Marin da Silva, sobrinho de Lula, responsável pelo departamento de entrepostos do interior, e outros aliados do deputado João Paulo Cunha (PT-SP).

Ontem os presidentes estaduais dos dois partidos se reuniram. Edinho Silva, que dirige a seção paulista do PT, negou a existência de crise.

"Hoje estive com o Baleia, nossa relação é a melhor possível. Não abalou em nada", disse. "Trabalhamos juntos para 2012", emendou, referindo-se às eleições municipais do ano que vem.

A assessoria da Ceagesp afirmou que "os critérios adotados para contratação para os cargos de chefia são os mesmos de qualquer empresa pública ou privada, basicamente competência, experiência e compromisso com a gestão da empresa".

"Não cabe a nós nos pronunciarmos sobre quaisquer disputas políticas, seja qual for o ministério", completou.

Procurado, Baleia Rossi não se manifestou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *