Plantio de soja convencional deve aumentar produção da safra em Mato Grosso

Produtor optou pela semente convencional pela vantagem na comercialização e pela opção de não pagar royalties, obrigatórios no caso da semente transgênica

Divulgação

Foto: Divulgação / Adapec

Estado é o maior produtor de soja geneticamente não modificada

O plantio de soja convencional em Mato Grosso deve aumentar nessa safra, principalmente na região do Médio Norte do Estado. Um bônus que tem mantido o Estado como maior produtor de soja geneticamente não modificada.
>> Acompanhe as notícias sobre soja
>> Calendário da Soja: guia auxilia produtor a acompanhar o desenvolvimento da cultura

O custo de produção da soja convencional atualmente é quase o mesmo da soja transgênica, e ainda tem o prêmio que os produtores recebem na hora da venda do grão. O produtor rural Roger Augusto Rodrigues, de Diamantino, planta a semente convencional há 17 anos, devido à vantagem na comercialização e pela opção de não pagar royalties, que são obrigatórios no caso das sementes transgênicas.
– A grande vantagem da soja convencional é a renda no bolso do produtor. A segunda vantagem é você não ficar na dependência de tecnologias de empresas que estão monopolizando o mercado de sementes.

Segundo o vice-presidente da Cooperativa de Desenvolvimento Agrícola de Lucas do Rio Verde, a área cultivada com a soja convencional só não foi maior na região porque faltou semente.

CANAL RURAL

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *